Notícias

aulas_igrejas

As instituições de Ensino Superior e as igrejas retomam hoje, à escala nacional, as aulas e os cultos presenciais, depois de terem comprovado a existência de condições exigidas pelas autoridades, no âmbito da prevenção da pandemia do novo coronavírus.

Benigna Matsinhe, directora nacional adjunta de saúde Pública no MISAU, chamou à atenção que esta abertura não significa que se está perante o fim da Covid-19 no país.

O número de casos positivos reportados nos últimos dias indica-nos que devemos manter rigor no seguimento das medidas de prevenção, nomeadamente o uso correcto e responsável da máscara em locais de maior concentração de pessoas, lavar frequentemente as mãos com água e sabão e desinfectar as mãos com álcool a 70 por cento e evitar os aglomerados” destacou.

Com efeito, retomam, numa primeira fase, as aulas no Ensino Superior, academias e escolas das Forças de Defesa e Segurança (FDS), formação de professores do ensino primário e educação de adultos, Ensino Técnico-Profissional e centros de formação de saúde.

No entanto, para além das medidas gerais de higienização, as universidades devem reduzir o número de estudantes para garantir o distanciamento físico, sendo permitido apenas 20 em cada turma.

A partir de hoje também retoma a realização de cultos religiosos, devendo o número de pessoas presentes não exceder a 50 e sob observância de medidas rigorosas de prevenção.

Entretanto, a Direcção Nacional de Identificação Civil (DNIC) criou brigadas móveis para minimizar aglomerados nos balcões de recolha de dados para emissão de Bilhetes de Identidade (BI), cujo processo reiniciou em todo o país.

O porta-voz da DNIC, Alberto Sumbane, deu conta da retoma da emissão do Documento de Identificação e de Residência para Estrangeiros (DIRE) e da emissão dos vistos de viagem, volvidos quatro meses da suspensão das actividades, no quadro da prevenção do novo coronavírus.

A emissão do BI retomou ontem na região sul e na província de Manica, estando previsto o mesmo exercício em Nampula a partir de amanhã e nas restantes capitais na próxima semana.

O BI caducado é válido até 30 de Setembro. Por apelamos aos cidadãos a deslocarem-se aos balcões da DNIC para sua renovação”, referiu.

Por sua vez, o porta-voz do Serviço Nacional de Migração (SENAMI), Celestino Matsinhe, afirmou que nesta fase a instituição emitirá apenas o DIRE e os vistos temporários.

Os cidadãos nacionais devem solicitar a emissão do passaporte através de uma carta dirigida ao ministro do interior”, explicou.

O relaxamento das medidas restritivas foi anunciado pelo Chefe do Estado, Filipe Nyusi, que justificou a necessidade da retoma da economia com responsabilidade e critérios rígidos.

 

Fonte: Jornal Notícias, terça-feira, 18 de Agosto de 2020.

Leave a Comment

Your email address will not be published.