Notícias

biblioteca

Muitas bibliotecas universitárias possuem espaços de convivência, com mesas para estudos em grupo e no ISCAM não se foge à regra.

Mais do que um local onde são “armazenados livros”, as bibliotecas são lugares em que as pessoas podem se reunir para explorar, interagir, aprender e ensinar.

Hoje, com as restrições decorrentes da pandemia da Covid-19, foram introduzidas adaptações conducentes à prevenção da doença na instituição e na biblioteca de forma particular.

Uma das medidas de grande impacto implementadas na biblioteca do ISCAM foi a redução do número de lugares e arrumação das mesas obedecendo o distanciamento entre os utentes, o que traz em si uma nova forma de estar naquele lugar.

Para melhor percebermos que implicações essa e outras medidas introduzidas poderão ter impactado na aprendizagem dos utentes, entrevistamos alguns estudantes que se fazem àquela unidade orgânica.

Na condição de anonimato, entrevistamos uma estudante do 4º ano do curso de Licenciatura em Contabilidade e Auditoria, a frequentar o pós-laboral. Quando perguntamos como tem sido a preparação para os exames, ela respondeu que tem sido um desafio enorme porque tem que sentar-se distante dos seus colegas e com o agravante de não poder discutir as matérias com os seus colegas.

Sendo estudante-trabalhadora não tem sido fácil conseguir tempo para estudar sozinha antes da hora do exame, então venho a biblioteca para fazê-lo com colegas, mas como já não podemos ocupar a mesma mesa temos trocado impressões através de redes sociais, uma vez que não podemos partilhar papeis e outro tipo de material” disse.

Procuramos saber dela o que tinha a dizer em relação as novas regras introduzidas na biblioteca, tendo nos dito que pese embora o constrangimento de não poder interagir com os colegas como outrora, os utentes terão de se adaptar porque o objectivo último é salvaguardar a saúde de todos.

Perguntamos também o que poderia ser melhorado ou acrescentado e ela respondeu “penso que não há nada que se possa alterar, porque é importante que se observe o distanciamento físico e outras medidas adoptadas, o que temos que fazer é buscar alternativas para estudarmos juntos mesmo que distantes

 

Sobre as mesmas questões, fomos à conversa com mais um interlocutor, que também é estudante do 4º ano do curso de Contabilidade e Auditoria, pós-laboral e, coincidentemente estudante-trabalhador.

À semelhança da primeira entrevistada, ele também falou na condição de anónimo e em relação a forma de preparação para os exames disse que diante das novas regras introduzidas na biblioteca tornava-se muito complicado rever as matérias porque o único método possível é a partilha de conhecimentos via WhatsApp com os seus colegas.

Questionado sobre o que achava das novas regras adoptadas, respondeu que elas eram bem-vindas porque há que se dar valor a vida, “O ISCAM está de parabéns pelo esforço de manter os seus utentes seguros e evitar a propagação do novo coronavírus”, frisou.

Em relação ao que se poderia melhorar ou acrescentar, disse que por ora não há nada a assinalar porque o fluxo de estudantes ainda é bastante reduzido, talvez quando a procura aumentar poderá se tirar ilações.

Leave a Comment

Your email address will not be published.